Facebook Twitter Instagram Feed RSS  Carrinho de compras (0)
HOME LOJA REVIEWS NOTÍCIAS GUIA DE POKER QUEM SOMOS DÚVIDAS CONTATO
 
REVIEWS

SNG Estratégias Avançadas Para Torneios Sit ‘N Go
Grande parte dos melhores jogadores de poker começaram no Sit and Go (SNG)

Antes de migrarem para os torneios, nomes como Fábio Eiji e Caio Pessagno dominaram a mecânica dos SNGs. Nos princípios dos SNGs estão as ferramentas para moldar um profissional, e neste livro, do especialista da modalidade Colin Moshman, você as encontra. Por que ganhar fichas é diferente de ganhar dinheiro? Por que os ranges de mãos mudam tão significativamente de acordo com as fases de um SNG? Qual a importância de um software de análise? Essas e outras perguntas são respondidas em Estratégias Avançadas Para Torneios Sit ‘N Go, o caminho mais rápido para se tornar lucrativo nessa modalidade e corrigir as mais variadas falhas do seu jogo.

Capítulo III – Jogo Com Blinds Altos (p. 117)

Introdução

À medida que a mesa fica com menos jogadores e os blinds aumentam, você terá que jogar mais mãos e ser muito agressivo. Há também menos espaço para criatividade. Enquanto há formas alternativas para jogar várias mãos com blinds médios e baixos, o jogo com blinds altos geralmente tem poucas opções: comprometa todas as suas fichas se, fazendo isso, você aumentar sua equidade; ou dê fold. Isso porque a menos que você e os jogadores restantes tenham stacks altos, raises pequenos costumam precisar de tantas fichas que eles lhe deixam comprometido com o pote caso o oponente dê call ou raise. 

Quando deve dar fold? Quando deve empurrar? E quando tentar uma jogada diferente? Essas são as perguntas que responderemos neste capítulo, “Jogo com Blinds Altos”, e tudo começa com um princípio chave.

Estratégia com Blinds Altos

O Teorema Fundamental do Jogo com Blinds Altos no Sit ‘n Go

Sem mais delongas:

Não se deixe ser engolido pelos blinds.

Vamos ser mais específicos. Se você tiver um stack de 3 a 5 bbs e deixar os blinds lhe alcançarem ao invés de fazer uma jogada mais cedo, então você quebrou a regra principal e deixou que os blinds lhe engolissem.

O princípio fundamental por trás desse conceito é que o stack mínimo que você deve ter para dar steal nos blinds sem disputa é de 3 bbs. Mesmo esse é um número pequeno, uma vez que o big blind tem que pagar 2 bbs para completar seu raise com um pote de 4,5 bbs. Ele está, portanto, com chances melhores do que 2-para-1, e está correto em pagar com quaisquer cartas que tenham uma perspectiva positiva de cEV.

É claro, você não pode presumir que seu oponente vai jogar de forma racional. Alguns irão dar fold em mãos com um raise all-in de 2 bbs (um erro, como será discutido abaixo), enquanto outros irão dar call em um empurrão de 6 bbs com um fraco Valete como carta alta. Uma suposição empírica então, é que você pode fazer com que todos deem fold com 3 bbs, mas não com menos.

Esse limite mínimo de fold depende não só do(s) jogador(es) que está(ão) enfrentando o empurrão, mas dos níveis dos blinds. Por exemplo, se você sofrer uma derrota durante os blinds de t20-t40, será difícil dar steal nos blinds com stack menor do que t200 (5 bbs). No entanto, um big blind com stack baixo poderá dar fold em um raise de t800-t900 durante o jogo de t200-t400 na bolha. Então, sempre busque determinar o tamanho do stack que necessita para manter o poder de roubar blinds em sua mesa em particular, e o estágio do jogo. Se esse tamanho é diferente de 3 bbs, se ajuste. Continuando com a suposição de 3 bbs, é plausível que com um stack de mais de 5 bbs você possa deixar os blinds chegarem a você e ainda assim conseguir tentar um steal na próxima órbita. Com menos de 3 bbs, os blinds já lhe engoliram. E com 3 a 5 bbs, é necessário tomar uma atitude.

Por exemplo, suponha que os blinds sejam t200-t400:

Caso N° 1 – Você tem um stack de t2.000 ou mais: Se os blinds chegarem até você, sobrarão t1.400 (3,5 bbs), o suficiente para fazer uma tentativa de steal legítima na próxima órbita. Então, ao mesmo tempo em que deve aproveitar qualquer situação de equidade positiva se ela aparecer, pode deixar os blinds chegarem até você em vez de forçar uma jogada.

Caso N° 2 – Você tem um stack de menos de t1.200: Nesse caso, você já foi engolido pelos blinds. Mesmo que nenhum jogador intermediário queira lhe desafiar pelo seu stack relativamente pequeno, o big blind está conseguindo odds melhores do que 2-para-1 no call. Por exemplo, se você tiver t1.000, ele precisa pagar t600 em um pote de t1.600, dando a ele chances de 8-para-3. São odds boas o suficiente para que ele tenha cEV positivo para dar call com 

7 2

mesmo que a sua mão seja

A K

Mesmo que seus oponentes não tenham conhecimentos sobre probabilidades de all-in pré-flop ou pot odds, o big blind (ou qualquer outro oponente) pode intuitivamente ver que ele tem a oportunidade de eliminar você, ganhando seu stack e os blinds, através de um investimento mínimo. Então, nesse ponto, sua vida no torneio em geral depende de uma ou mais apostas lhe beneficiarem antes que você ganhe novamente o status de desafiante. Sua equidade no torneio desaba quando você chega ao Caso N° 2, e isso deve ser evitado a todo custo. Isso nos leva ao Caso N°3.

TÍTULO: SNG – ESTRATÉGIAS AVANÇADAS PARA TORNEIOS SIT ‘N GO – 2ª Edição (Sit’n Go Strategy – Expert Advice For Beating One-Table Poker Tournaments)
AUTOR: Colin Moshman
NÚMERO DE PÁGINAS: 252 páginas
PREÇO: R$ 79,90
DISPONÍVEL EM: www.raiseeditora.com
 

 

Card Player Brasil - Ed 105
R$14,90
3x sem juros de R$ 4,97
O Livro dos Blefes
R$39,95
3x sem juros de R$ 13,32
Card Player Brasil - Ed 93
R$14,90
3x sem juros de R$ 4,97
 

Entre em contato conosco pelo telefone 31 3225-2123 ou envie um e-mail para contato@raiseeditora.com
Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Familia - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490

NAVEGUE PELO SITE:
Home - Loja - Reviews - Noticias - Guia de Poker - Quem Somos - Duvidas - Contato - Revista Card Player Brasil
® 2007 - 2017 Raise Editora - www.raiseeditora.com       EV SSL Certificate