Facebook Twitter Instagram Feed RSS  Carrinho de compras (0)
HOME LOJA REVIEWS NOTÍCIAS GUIA DE POKER QUEM SOMOS DÚVIDAS CONTATO
 
REVIEWS

O Jogo do Príncipe – Estratégias de Maquiavel Aplicadas ao Poker

“Nas ações de todos os homens, e em especial dos príncipes, os fins justificam os meios”.

Em “O Poker e A Arte da Guerra”, David Apostolico mostra aos jogadores como utilizar as estratégias exploradas no manual militar de Sun Tzu para melhorar o seu jogo em torneios. Agora, ele concentra em outra obra-prima o pensamento tático — O Príncipe, de Maquiavel — e revela a sua aplicação não apenas aos torneios, mas a toda as formas de poker.

Durante cinco séculos, as lições de Maquiavel sobre como alcançar e manter o poder têm inspirado governantes e executivos, e esses mesmos princípios podem desenvolver seu jogo. Para Maquiavel, os fins justificam os meios, e a mesa de poker é uma arena perfeita para a aplicação das suas estratégias. Lá não há dilemas morais, todos os jogadores competem em condições de igualdade e têm a mesma meta: vencer.

Se você quiser controlar a mesa, conquistar o respeito e a admiração dos oponentes e jogar de maneira confiante e agressiva, esse é o livro para você. 

VI. PODER (p. 75)

Se você possuir virtù e exercer o seu livre arbítrio, será capaz de alcançar o poder à mesa de poker. Embora também possa chegar ao poder por capricho da Fortuna, é muito melhor chegar por mérito próprio. Como alertou Maquiavel, se você tiver obtido o poder por mérito próprio, será muito mais fácil manter a sua posição do que se você tivesse chegado ali em função da Fortuna. Isso não quer dizer que será fácil manter o poder. Manter a sua posição é tão difícil quanto obtê-la. Maquiavel reconheceu a dificuldade de o Príncipe manter o poder. Ele alertou que um líder não deseja sentir o ódio das pessoas. Quando a raiva das pessoas atinge tais proporções, o líder se encontra em uma situação precária. Entretanto, desde que não fosse odiado, Maquiavel não achava que um líder precisava ser amado. Na verdade, ele achava melhor o líder ser temido do que ser amado. Esse delicado equilíbrio entre ser temido, mas não odiado, proposto por Maquiavel para o Príncipe, também se aplica a quem quiser dominar a mesa de poker.

É melhor ser temido do que amado.

O seu objetivo à mesa de poker não é ser amado e adorado por todos. Você está ali para ganhar dinheiro, e a única maneira de conseguir isso é tirando-o dos seus oponentes. Você obviamente não espera que eles lhe amem por levar o dinheiro deles. Entretanto, você tampouco quer despertar a ira deles. Fazer isso seria convidá-los a lhe atacar em todas as oportunidades.

Embora isso possa fazer com que eles cometam erros, é difícil superar a força coletiva dos ataques deles. É difícil explorar os erros se você encontrar pelo menos dois oponentes agressivos e furiosos em todas as mãos que jogar. Qualquer líder que precise despender tempo e esforço para evitar ataques, estará vulnerável. Trata-se de uma energia que seria muito mais bem empregada se fosse utilizada em estratégia e otimização de lucros. É assim que um líder se mantém no poder.

Então, como conseguir isso? É bem simples. Mantenha um ambiente amigável e cordial. Essa é a sua mesa. Você é o líder. Elogie os seus oponentes. Encoraja os erros deles. Quando um adversário cometer um erro óbvio pagando quando você claramente tinha a melhor mão, diga que ele fez a coisa certa, e que você teria feito o mesmo. Quando superar você jogando uma mão com a qual jamais deveria ter entrado, não o reprima. Faça-o crer que ele é um oponente difícil e que você não consegue afastá-lo de um pote. Fazendo isso, você mantém os seus adversários engajados, acreditando que a sorte deles vai mudar a qualquer momento, desde que continuem agindo como estão agindo. Fazendo o contrário, você cria divergências, e duas coisas ruins podem acontecer: os seus adversários fracos trocarão de mesa ou vão conspirar para lhe atacar.

Você quer que eles lhe temam, não que lhe odeiem. Se você conseguir tirá-los de um pote com um blefe, não revele a sua mão. Você não deve dar informações gratuitas ou se exibir para o seu oponente. Deixe-o pensar que deu um ótimo fold. À medida que você conseguir derrotá-los, o respeito deles pelo seu jogo irá aumentar. Eles vão temer o seu jogo e o seu stack. Se você diversificar bem o seu jogo, e empregar virtù e livre arbítrio, os seus adversários ficarão impossibilitados de descobrir o seu jogo. Eles vão duvidar de si mesmos sempre que você estiver no pote. Serão incapazes de controlar o próprio jogo, pois não conseguirão entender o seu. Cometerão erros que você poderá explorar. Irão se mostrar covardes nas mãos que você jogar, dando-lhe vários potes grátis. Além disso, quando for desafiado, você pode ter certeza de que eles têm mãos fortes, então pode evitar perder potes grandes. Manter a linha tênue entre o medo e o ódio requer muito esforço.

Qualquer jogador fica naturalmente ressentido com um oponente que leva o seu dinheiro. Por outro lado, você deve evitar ser amigável demais de forma a não perder um importante fator de intimidação. Mantenha os seus adversários à distância, mas permaneça cordial. Deixe que o seu jogo fale por si mesmo. Mantenha uma aura de suspense sobre você. O desconhecido é intimidador. Não se revele, nem revele o seu jogo.

TÍTULO: O Jogo do Príncipe – Estratégias de Maquiavel Aplicadas ao Poker (Machiavellian Poker Strategy)
AUTOR: David Apostolico
NÚMERO DE PÁGINAS: 220
PREÇO: R$ 69,00
DISPONÍVEL EM: www.raiseeditora.com
 

 

Card Player Brasil - Ed 90
R$14,90
3x sem juros de R$ 4,97
Jogue Um Poker Excelente
R$79,00
3x sem juros de R$ 26,33
Card Player Brasil - Ed 99
R$14,90
3x sem juros de R$ 4,97
 

Entre em contato conosco pelo telefone 31 3225-2123 ou envie um e-mail para contato@raiseeditora.com
Sede: Rua Stela de Souza, 54 - Sagrada Familia - Belo Horizonte/MG - CEP: 31030-490

NAVEGUE PELO SITE:
Home - Loja - Reviews - Noticias - Guia de Poker - Quem Somos - Duvidas - Contato - Revista Card Player Brasil
® 2007 - 2017 Raise Editora - www.raiseeditora.com       EV SSL Certificate